Um pedaço do tempo. Um imprevisto. Num instante. Um contratempo. Mudar o rumo das nossas vidas. Num segundo. Apenas

26
Out 08

Não sei o que os homens preferem: se a lingerie muito sexy ou aquelas mais básicas. Eu gosto do keep it simple, com qualidade. Sou incapaz de usar fio dental. Nunca entendi porque acham que o fio dental fica melhor quando se usa calças brancas porque vê-se à mesma. Dá um ar muito vulgar. Dizem que é muito confortável, mas eu não vejo bem como. Será que faz parte do imaginário masculino?

 

A Hope abriu este mês em Cascais. Pela primeira vez vejo lingerie com cheirinho. E adivinhem qual o perfume mais pedido? Chocolate! Quem tiver experimentado que conte como é!

publicado por Pipas às 15:05
sinto-me:

24
Out 08

Já viram este blog de doces receitas? Espreitem que vale a pena! E digam lá se não engordaram só de ver???

http://www.flagrantedelicia.com/

publicado por Pipas às 09:05

19
Out 08

Ainda não falei sobre a razão pela qual escolhi este nome para o blog. Mas foi uma pessoa que me inspirou, e ela não o sabe e talvez nunca chegue a saber. 

Num dia de voluntariado, a conheci. Foi diferente de todas as outras pessoas porque ela estava realmente triste. Triste em toda a imensidão da palavra.

Com quarenta e poucos anos, bonita, dois filhos e um namorado, independente… num dia de passeio com uma amiga, sofreram um acidente de carro e ela ficou paraplégica. “A médica disse que eu nunca mais vou voltar a andar. Mas não é isso o que me deixa assim. É ele nunca me ter telefonado, nunca me ter visitado…quando soube do acidente, desapareceu”.

Foi quando pensei que tudo pode mudar num único instante, um contratempo nas nossas vidas que muda tudo, quem somos, o que fazemos, a nossa independência. Muda também, com certeza, a nossa noção do que é a vida, o que fazemos aqui. 

Enquanto eu lhe tentava passar algum conforto, pensava, ao mesmo tempo, por que ela e não eu? Quem escolhe, Deus? Será o destino? Ou apenas um acidente? Afinal, quem escolhe o rumo das nossas vidas?

Em tantos clichés, ouvimos dizer que somos nós que construímos o nosso próprio destino, mas quando, perante casos como este, o que pensar?

 

(dedicado à Filomena. Este post, o blog e todos os projectos que tenho em mente)

publicado por Pipas às 15:28
sinto-me:

16
Out 08

 

No aeroporto, ele me puxa pelo braço:

- eu: “o quê fazes aqui? Não vês que não há nada a fazer? Não vês que ela é a minha melhor amiga? Que eu a amo como a uma irmã? Que eu jamais seria capaz de lhe fazer algo assim?”

 -ele: “e se eu te disser que me apaixonei por ti desde o primeiro instante em que te vi?”

Senti a minha respiração ofegante, as pernas tremiam, olhei para a passagem que tinha nas mãos. Queria que ele me tirasse dali e que fossemos quebrar todas as regras. Mas não. Respirei fundo, virei-lhe as costas e fui, sem olhar para trás. Quase que podia ouvir o Just like Honey dos Jesus & Marie Chain.

Já no avião, folheio a revista que comprei na loja do aeroporto e vejo o rosto da minha amiga, estampado na publicidade que ele produziu, em que ela diz: “mereço ser feliz”. Eu concordo. Mereces. Fecho os olhos e deixo que o avião me leve para o lugar mais longe daqui.

Tema quente. Abdicariam de um amor por amizade? Já se apaixonaram pelo namorado de uma amiga?

publicado por Pipas às 01:41
sinto-me:

13
Out 08

 

 

Postei no blog da Rô que uma das coisas que eu menos gostava de morar sozinha era dormir, quase sempre (hahaha) sozinha. Mas a verdade é que, muitas vezes (e parece que cada vez mais), o que eu quero mesmo é a cama só para mim. Ultimamente tenho adorado levar o meu laptop para a cama e ver um filme enquanto adormeço. É uma delícia! Quando vou ficando com mais sono, vou empurrando o pc para o lado direito da cama... Será uma substituição lenta do homem pela máquina, literalmente?

publicado por Pipas às 23:33
sinto-me:

11
Out 08

Tenho um sentimento de nostalgia por África. Talvez seja por ter nascido lá e não ter conhecido. Querer viver um momento Meryl Streep no filme África Minha, poder ir ver os animais de perto, sentir o cheiro daquela terra, conhecer aquelas pessoas, ver o tal pôr-do-sol que dizem que só lá. 

Este fim de semana, enquanto folheava a revista How to Spend It do Financial Times, esbarro num artigo chamado The Incredible Journey, uma viagem pela Tanzânia, numa terra chamada Singita, onde os jornalistas ficaram hospedados numas tendas de luxo, propriedade de Ralph Lauren, Faru Faru resort. 

Lembrei-me da conversa que tivemos em que ele disse que me queria dar um anel de noivado com uma safira. Ficou muito espantado quando eu lhe disse que não queria nenhum anel e que preferia um safari em vez de uma safira (sem massacrar os animais, claro!).

Na verdade, essa viagem corresponde ao meu maior sonho … de consumo (um dos poucos). Qual o teu?

publicado por Pipas às 20:04

08
Out 08

Um espaço para partilhar histórias de vida, umas mais autobiográficas que outras. Uma homenagem ao tempo, ao passar do tempo, ao sabor do tempo e aos contratempos que nos fazem simplesmente parar para pensar. Ou recomeçar.

 

Bem-vindo!

publicado por Pipas às 21:38
sinto-me:

Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
14
15
17
18

20
21
22
23
25

27
28
29
30
31


subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO