Um pedaço do tempo. Um imprevisto. Num instante. Um contratempo. Mudar o rumo das nossas vidas. Num segundo. Apenas

18
Dez 08

 

Vou passar um Natal bem quentinho, com 40º, e muitas caipirinhas.

FELIZ NATAL E QUE 2009 SEJA DE PUTA MADRE!

publicado por Pipas às 16:45
sinto-me:

17
Dez 08

 

Numa entrevista com a jornalista brasileira Marília Gabriela, lhe perguntaram se estava apaixonada, ao que respondeu: “estou sempre apaixonada. Procuro, invento paixões”. Revi-me imediatamente nessa frase. Sim, eu também sou assim. Invento e reinvento paixões porque, para mim, só assim a vida faz sentido. Mas também quando nos abrimos às paixões, sejam elas de verão ou de inverno, ficamos mais vulneráveis às desilusões. E, à medida que o tempo passa, fica mais difícil lidar com desilusões. Porque se há algo comum a todos os seres humanos, é a vontade imensa de encontrar um grande amor. Pergunto-me se será mais fácil ou menos doloroso ficar à espera que o amor nos bata à porta ou se, pelo contrário, o devemos procurar em todos os cantos da vida.

publicado por Pipas às 11:38
sinto-me:

15
Dez 08

E lá fomos os dois ao concerto. E fingimos ser apenas amigos. Fingimos que não sentimos nada um pelo outro. E esperamos que venham as férias. E que o que sentimos passe com o passar do tempo.

publicado por Pipas às 12:21
sinto-me:

12
Dez 08

Estava em prantos. Liguei-lhe. Vem já ter comigo. Fui. Ficámos à porta uns minutos. Eu a chorar e ela a me dizer coisas boas. As amigas são assim. Nos recebem de braços abertos à qualquer hora e não esperam nada em troca.

publicado por Pipas às 16:52
sinto-me:

09
Dez 08

A minha amiga Sara está simplesmente uma deusa no novo anúncio da APAV! E por uma boa causa! Que orgulho!!!

publicado por Pipas às 22:45
sinto-me:

Alguém sabe postar vídeos do youtube no SAPO??? É que eu não sei! HEEEEEELLLLLLLLLLPPPPPPPPPPPPP!!!

publicado por Pipas às 22:43
sinto-me:

07
Dez 08

 

 

Sexta-feira fria. Prevejo um fim de semana de cama, a curar uma gripe (e TPM), com algumas caixas de chocolate pelo meio. Antes de ir para casa, passo pelo vídeo club e surge a cruel dúvida: que tipo de filme devo ver? Não o que me apetece (porque seria óbvio: romance!), mas sim o que devo ver. Sei, perfeitamente e sem sombra de dúvida que, se opto por um romance, vou terminar a choramingar pelos cantos, a soar o nariz mais do que pela gripe,  não vou resistir a lhe mandar um sms. Se levo um filme de acção, provavelmente, vou adormecer antes do fim, o que me fará passar por cima do tal sms, e perceber que consegui não ceder por mais um dia… que filme levo, afinal? 

Em momentos como esse, em que nos sentimos bem pertinho do abismo, conseguem ser racionais? Neste caso, por exemplo, quando se sentem mais sensíveis, resistem à tentação de levar um filme romântico?

publicado por Pipas às 20:43
sinto-me:

03
Dez 08

Eu sabia!

Faça o teste, aqui:  http://similarminds.com/othertests.html

publicado por Pipas às 19:36
sinto-me:

01
Dez 08

 

 

Contra a propagação da infecção…

 

           Contra a discriminação…

 

                         Um beijo e um abraço a todos os HIV + e doentes de SIDA.

publicado por Pipas às 16:43
sinto-me:

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
16
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO